#Talvezamor Capítulo 02

Quando eu entrei pela porta do mercadinho percebi que não havia ninguém no caixa, mas até aí tudo bem, a vizinhança era de confiança, ou pelo menos eu achei que era.

Seu Francisco não estava como de costume atrás do caixa, um tanto melhor porque assim ninguém perceberia o que eu estava prestes a fazer, eu estava determinado a provar que eu era o melhor, não pegando qualquer coisa que eu visse pela frente, eu iria até a freezer nos fundos do mercadinho e pegaria uma Coca, afinal fazia tanto tempo que eu não tomava uma, por conta da dieta de minha mãe.

Mas, quando cheguei no freezer havia um homem encostado nele, braços cruzados e cara de mau, percebi tarde demais, era um beco sem saída, tentei disfarçar olhando umas bolachas ali. Quando olhei para o freezer, o homem ainda estava lá me encarando. Então ele me disse: – Olá, James.

– Quem é você?

– Eu sei o que você ia fazer garoto…

Já não quero falar sobre isso, mas o que eu quero que entenda é que quando eu saí dali, não era mais um garoto e sim um homem e eu tinha uma missão.

Continua…

Candyblr_.

Instagram

Anúncios

#Talvezamor Capítulo 01

Olhando para a última mensagem de Olívia, vejo que tudo está acabado. Eu terminei tudo, na verdade ela terminou, mas fui eu quem dei o motivo.

Mas pra que você entenda, eu tenho que te explicar do começo e isso se deu início à muito tempo atrás, eu não conhecia Olívia, eu era um outro alguém, jovem demais para compreender a dimensão do que eu fazia, ingênuo e inconsequente demais para o meu próprio bem.

Eu tinha catorze anos e eu sempre tinha feito as coisas corretamente, boas notas, comportamento exemplar, ajudando minha mãe em casa e todas essas coisas que garotos bons fazem, mal sabia eu que ser como eu era seria o meu pior erro, pensar em quantas partidas de futebol eu perdi estudando…

Mas eles estavam aguardando o mínimo erro meu para acabar comigo, tirar de mim todos os meus sonhos e me envolver nesse lixo que se tornou minha vida desde que eu aceitei o desafio de João e Vitor, meus únicos amigos daqueles tempos em que minha vida era simples e boa.

O desafio era simples, entrar na mercadinho da esquina e roubar alguma coisa, era parte de algo que serviria para provar que eu era foda e no momento em que eu entrei além do nervosismo de quem nunca tinha feito nada errado na vida eu senti o perigo se aproximando, rápido demais para eu sequer pensar em fugir.

Continua…

Candyblr_.